Com nota 220.88, o Rondônia ocupa o 4° lugar no Ranking da Qualidade da Informação Contábil e Fiscal, uma iniciativa da Secretaria do Tesouro Nacional criada para avaliar a consistência da informação que o Tesouro recebe por meio do Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro e, consequentemente, disponibiliza para acesso público.

Pernambuco lidera com 226 pontos. Não há limite de pontuação na escala. O último do Ranking é o Estado de Roraima, com 41,5 pontos.

A intenção do Ranking é fomentar a melhoria da qualidade da informação contábil e fiscal que é utilizada tanto pelo Tesouro Nacional quanto pelos diversos usuários dessa informação.

Os dados foram divulgados recentemente e não trazem os resultados por município em respeito ao período eleitoral.

No Ranking da Qualidade da Informação Contábil e Fiscal de 2020, que analisa os dados de 2019, foram introduzidas várias inovações, como a criação de novas verificações mais complexas, a inclusão da Dimensão I e a introdução do Ranking Municipal. As bases de dados foram extraídas no dia 03/06/2020 e considerou as declarações homologadas até o dia 02/06/2020.

No ranking elaborado pela STN, são analisados os dados relativos à gestão da informação, gestão contábil, gestão fiscal e gestão contábil versus fiscal, itens denominados como “dimensões”. “O Tesouro fez um total de 38 verificações de dados, sendo 18 na dimensão contábil, 13 na dimensão fiscal e sete cruzando dados contábeis e fiscais. Foram analisados ainda os relatórios e demonstrativos relativos a 2018. Sergipe, que ficou em primeiro lugar no ranking, teve 37 acertos e só uma inconsistência”.

Comentários

comentários