Com a divulgação da segunda rodada de pesquisas do Ibope, apontando a liderança ascendente e uma grande possibilidade de vitória em primeiro turno do prefeito Hildon Chaves, uma enxurrada de fake news passou a ser espalhadas em grupos de Whatsapp e Facebook na tentativa de desequilibrar a campanha do candidato que luta pela reeleição.

O setor jurídico da campanha de Hildon Chaves já detectou as origens das falsas notícias e está acionando a Justiça Eleitoral para cessar a tentativa de desmonte da campanha. Pelo menos dois candidatos, que apareceram empatados tecnicamente na sondagem do ccccc tentam armar arapucas judiciais e divulgar inverdades em portais contratados na internet.

Um dos ataques ao candidato Hildon Chaves aconteceu no fim de semana. O tucano foi acionado judicialmente por uma coligação e o magistrado que cuida do caso nem julgou a matéria, mas os portais contratados pelos adversários passaram a divulgar que a candidatura estava cassada. Hildon Chaves lamentou o uso de mentiras para tentar desestabilizar sua candidatura e pediu que respeitem o protocolo assinado na OAB de Rondônia prometendo uma campanha limpa e pautada por propostas sérias ao eleitorado.

A assessoria de Hildon Chaves informou que ele segue sua campanha apresentando dados reais sobre o crescimento da cidade de Porto Velho. “Enquanto nos programas eleitorais, muitos prometem, a gestão do prefeito já vem fazendo”, detalham.

Uma candidata prometeu regularização fundiária, mas omitiu que foram entregues mais 10 mil documentos de propriedade com averbação para as famílias. Um outro candidato promete levar melhorias para a agricultura, mas é outro que também esqueceu que a atual gestão levou mais de 4 mil toneladas de calcário, máquinas, sementes e ainda cuidou do transporte da produção das famílias do campo até as feiras livres e mercados públicos. “Nossa campanha é pautada pela seriedade apresentando a população nosso trabalho. Sabemos que há muito o que fazer e por isso estamos colocando novamente nosso nome à disposição do eleitor, pois queremos fazer muito mais nos próximos quatro anos”, disse Hildon Chaves.

Pesquisa

A pesquisa citada na reportagem foi divulgada pela Rede Amazônica (TV Rondônia) na última quarta-feira (25) com os seguintes dados:

• Hildon Chaves (PSDB): 30%
• Vinícius Miguel (Cidadania): 16%
• Cristiane Lopes (PP): 10%
• Dr. Breno Mendes (Avante): 6%
• Lindomar Garçon (Republicanos): 6%
• Pimentel (MDB): 6%
• Coronel Ronaldo Flores (Solidariedade): 5%
• Ramon Cujuí (PT): 2%
• Sargento Eyder Brasil (PSL): 1%
• Leonel Bertolin (PTB): 1%
• Samuel Costa (PC do B): 1%
• Pimenta de Rondônia (PSOL): 0%
• Edvaldo Soares (PSC): 0%
• Geneci Gonçalves (PSTU): 0%
• Branco/ Nulo: 10%
• Não sabe/ Não Respondeu: 6%

Dados técnicos da pesquisa:

A pesquisa foi encomendada pela Rede Amazônica
Margem de erro: 4 pontos percentuais para mais ou para menos
Entrevistados: 504 eleitores
Pesquisa realizada entre 26 a 28 de outubro
Registrada na Justiça Eleitoral: RO-04876/2020.
O nível de confiança utilizado é de 95%.
Margem de erro: 4%.

Comentários

comentários