A realização de um esforço conjunto pela recuperação da economia portovelhense após a estagnação do comércio provocada pela pandemia, foi tema do encontro mantido na manhã desta segunda-feira, 09, entre o candidato a prefeito Williames Pimentel (MDB-15) e a presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL-PVH), Joana Joanora das Neves. A reunião contou também com a participação da candidata a vereadora Mari Zanotto.

Atento à evolução do combate ao vírus, especialmente dentro do espírito de seu projeto Saúde é Tudo, Pimentel levou ao CDL seu compromisso – registrado no plano de governo apresentado à Justiça Eleitoral. O projeto está orientado para a necessidade de um esforço intenso e conjunto para revigorar o comércio, dramaticamente atingido pelo combate ao vírus, com a supressão de milhares de postos de trabalho, com forte impacto negativo na arrecadação tributária da Prefeitura.

O comércio é um dos setores que mais gera emprego e renda na capital, junto com o agronegócio, mas precisa ter sua organização reorientada com a indispensável contrapartida estrutural em serviços do setor público. A precariedade dos equipamentos urbanos, que já era sentida como principal fator impeditivo de maior desenvolvimento do setor, foi agravada pela pandemia, produzindo efeitos danosos para os lojistas e impedindo o bom andamento do ambiente de negócios.

Dentre os problemas recorrentes está a questão dos camelôs na cidade. O CDL insistiu na realocação desses trabalhadores, com sua retirada das calçadas da 7 de Setembro e da praça Jonathas Pedrosa. Mas à falta de definição de um espaço adequado à atividade, eles já estão voltando. O CDL teme que, com a proximidade das festas de final de ano, a situação possa se agravar.

Joana Joanora disse a Pimentel que já tentou uma audiência com o prefeito ou seus prepostos na secretaria para falar de vários outros assuntos como a questão do estacionamento rotativo, que nunca foi implantado, e organização das regiões comerciais das zonas Central, Sul e Leste, mas nunca foi recebida.
Joanora não fez um pedido específico, mas deixou claro seu desejo de poder ter voz e participar da administração Pimentel na Prefeitura, numa parceria que possa beneficiar todo o comércio da capital.

Ao final do encontro, Pimentel agradeceu pela receptividade e se comprometeu a dedicar atenção especial às demandas do comércio: “É imperioso contar com a efetiva participação do comércio na reconstrução do ambiente coletivo urbano pós-pandemia, por sua capacidade de gerar emprego e renda. Mas o município não pode apenas exercer seu direito de arrecadar. É preciso que a Prefeitura não se omita em suas responsabilidades” – disse ele.

Comentários

comentários