Hildon só iria para uma eventual disputa à sucessão de Marcos Rocha, caso seu companheiro e um dos principais parceiros políticos, Expedito Júnior, prefira concorrer ao Senado

Hildon Chaves é mais um nome que pode ser incluído no rol dos possíveis candidatos ao Governo do Estado, daqui a dois anos. Isso mesmo. A disputa, em outubro de 2022, já está na pauta. Hildon só iria para uma eventual disputa à sucessão de Marcos Rocha, caso seu companheiro e um dos principais parceiros políticos, Expedito Júnior, prefira concorrer ao Senado. A relação dos pré candidatos, tanto tempo antes da disputa, já tem o próprio Marcos Rocha, ainda sem partido; o senador Marcos Rogério; o empresário vilhenense Jaime Bagatoli; Hildon, que está cacifado para ter a pretensão; Daniel Pereira Quem sabe, acrescenta-se a esses políticos, o nome de uma mulher: o da deputada federal Mariana Carvalho, embora ela somente entrasse numa eventual disputa caso nem Hildon e nem Expedito decidissem participar da corrida estadual. Um dos que não pode ser esquecido, até por ter se tornado um político de expressão estadual, pelos resultados positivos que conquistou como presidente da Assembleia, é o deputado Laerte Gomes. Mais à frente, novos nomes vão se somar a esse grupo. Há possibilidade de que, como ocorreu na corrida pela Prefeitura de Porto Velho, a disputa pelo governo, em 2022, possa ter também um número recorde de candidatos.

Comentários

comentários