A Litorina, agora totalmente restaurada, era um dos últimos ítens que ainda estavam pendentes no novo complexo da EFMM.

A Litorina, item histórico da Estrada de Ferro Madeira Mamoré (EFMM) foi totalmente restaurada e está pronta para ser entregue a população de Porto Velho. Isso só foi possível graças à parceria público-privada entre a cidade de Porto Velho e o Grupo Rovema. O trabalho, realizado desde fevereiro, foi uma restauração completa, diferente dos reparos que haviam sido feitos anteriormente. A equipe da Autovema Fiat também contou com orientação da Fundação de Cultura de Porto Velho (Funcultural) e Secretaria de Turismo de Porto Velho (Semdestur) para que não fossem alterada a sua originalidade.

Para Adélio Barofaldi, a parceria público-privada vem para agregar e melhorar a cidade. “Nós do Grupo Rovema sempre buscamos o desenvolvimento das cidades onde atuamos e através dessa parceria é que foi possível colaborar com esse resgate da nossa história com esse item tão importante e simbólico que é a Litorina. Para nós todos é uma honra fazer essa restauração.”

Mesmo em meio às dificuldades que a pandemia trouxe a restauração foi detalhista e completa, pois a Litorina estava muito comprometida. Ferragem, pintura, sistema de rodagem, sistema de freio, a parte elétrica e até mesmo os vidros foram restaurados pela equipe da Autovema, uma empresa do Grupo Rovema e representante Fiat no estado.

A escolha da parceria não foi uma mera coincidência, já que a Fiat foi a responsável pela fabricação original da Litorina na Itália, antes que ela fosse enviada para a EFMM.

Para Jaime Tenório, responsável pela restauração, esse foi um trabalho de muita emoção. “Nós fomos muito empenhados nesse projeto. Fico muito orgulhoso de de ter entrado na história com a restauração da Litorina. A emoção sempre batia forte quando o sr. Moisés, que é o maquinário responsável, vinha para acompanhar os trabalhos. Isso lembra a gente o quanto é importante esse resgate da nossa história.”, comenta.

A Litorina está disponível para visitação em frente a Autovema Fiat enquanto não é oficialmente transferida para o novo complexo Madeira Mamoré.

Comentários

comentários