Mais de três mil novos casos de infectados em apenas uma semana, lotação dos leitos comuns e UTIs perto dos 100 por cento na maioria dos hospitais, principalmente na Capital; 47 mortes em oito dias, mais oito na terça – da segunda à segunda -; milhares de pessoas aglomeradas em festas, bares, comemorações, obviamente 90 por cento delas sem qualquer tipo de proteção: os números estão aí e a irresponsabilidade também. Não se sabe ainda, com certeza, se há uma segunda onda da Covid 19 no Brasil e em Rondônia.

O que se tem certeza é que, de uma maneira impressionante, a maioria da população decidiu tratar a terrível doença como se ela já tivesse ido embora. Não só não foi, como está aí afetando milhares de vidas. Famílias inteiras perderam seus entes queridos, choram desesperadas as perdas, mas boa parte dos rondonienses e brasileiros, acham que eles estão a salvo e os outros, ah! os outros que se danem! Cenas de bares lotados em Porto Velho, aliás, com muitas brigas e confusões, envolvendo gente bêbada e irresponsável, foram mostradas nas TVs, nos sites e na mídia toda. Não há explicação para tanta irresponsabilidade.

A doença é assustadora, mortal e ainda não tem vacina. Pensem nos internados e nos mortos, irresponsáveis de plantão!

Só nesta terça, foram mais 567 casos confirmados e, lamentavelmente, mais seis mortes. O total de óbitos já batei nas 1.604 vítimas.

Comentários

comentários