A caminhada para espairecer durou uma semana e agora ele está sendo comparado com o Forrest Gump

Um homem de 48 anos caminhou cerca de 450 Km para esfriar a cabeça depois de ter uma discussão acalorada com sua esposa. Ele saiu de casa em Como, no norte da Itália e nas proximidades da fronteira com a Suíça, e andou até a pequena cidade de Fano, perto de Florença.

A caminhada para espairecer durou uma semana e nem o frio intenso que o país enfrenta pôde contê-lo. Ele só parou quando foi abordado por policiais, às 2h da madrugada “vagando sem rumo”, porque estava violando os bloqueios impostos pela pandemia de covid-19.

Os policiais contaram ao jornal Il Resto del Carlino, de Bolonha, que apesar de estar com frio e cansado, o caminhante parecia “lúcido e concentrado”. Ele explicou que não percebeu que havia percorrido tantos quilômetros e que recebeu comida de estranhos durante o caminho.

Por fim, o homem, que não teve sua identidade revelada, acabou multado em 400 euros (cerca de R$ 2.480), por violar o toque de recolher e foi levado para um hotel da pequena cidade até o dia seguinte. Quando sua esposa percorreu os 450 Km de carro para ir buscá-lo.

O marido foi batizado de “Forrest Gump da Itália” nas redes sociais e o jornal italiano ‘Corriere della Sera’ publicou uma matéria sobre o ocorrido e fez o seguinte comentário: “Se não houvesse fiscalização policial, sabe-se lá onde ele poderia ter ido”.

Forrest Gump é o personagem icônico interpretado no cinema pelo ator americano Tom Hanks. Durante suas andanças pelos EUA, ele conheceu personalidades históricas, influenciou a cultura popular e testemunhou eventos importantes do país.

Comentários

comentários