Connect with us

Porto Velho, Rondônia,

#Saúde

MP recomenda rigor no cumprimento de plano de vacinação aos Municípios de Presidente Médici e Castanheiras

Published

on

O Ministério Público de Rondônia expediu recomendação aos Município de Presidente Médici e Castanheiras, orientando que as fases de vacinação contra a Covid-19 se concretizem de forma transparente e rigorosa, de modo a ser observada a ordem de pré-definida nos planos municipais de imunização em ambas as cidades.

A recomendação foi emitida pela Promotora de Justiça Rafaela Afonso Barreto a Prefeitos e Secretários de Saúde.

No documento, a Integrante do MPRO afirma que, caso a ordem de vacinação seja desrespeitada, o Ministério Público adotará todas as medidas para responsabilizar tanto os gestores como a pessoa beneficiada pela burla à fila, que poderá vir a responder sanções nas esferas administrativa, cível e criminal.

Procedimento administrativo – No último dia 20, o MP também instaurou procedimento administrativo para acompanhar e fiscalizar as providências que vêm sendo adotadas pelos Municípios de Presidente Médici e Castanheiras em relação ao cumprimento de seus planos de vacinação.

Comentários

comentários

Continue Reading

#Saúde

VACINAÇÃO: Porto Velho imunizou mais de 23 mil pessoas contra a Covid-19

Published

on

O município de Porto Velho recebeu mais 3.800 doses da vacina CoronaVac que chegaram na Capital na quarta-feira (3). O novo lote será utilizado para a continuidade da primeira fase do Plano Municipal de Imunização. As doses foram enviadas pelo Ministério da Saúde e entregues por meio da Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa).

A Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) já imunizou aproximadamente 23.500 pessoas dos grupos prioritários, sendo trabalhadores da saúde em atividade na linha de frente e idosos com idade acima de 80 anos. Desse total, 15 mil profissionais da saúde foram contemplados com a primeira dose e outros 5 mil com a segunda. Além disso, 3.560 idosos com 80 anos acima também receberam a primeira dose do imunizante.

A meta do Ministério da Saúde (MS) estabelecida para Porto Velho é imunizar 20 mil profissionais da saúde em atividade na linha de frente. Com a primeira dose, a Prefeitura de Porto Velho já atingiu 75% desta meta. Para os idosos, o MS prevê a imunização de 3.700 idosos com idade acima de 80 anos. Com as 300 vagas abertas para vacinação deste público, que ocorre até amanhã, a meta será alcançada.

FORÇA TAREFA

Deste a última terça-feira (2), a Prefeitura de Porto Velho, através da Semusa, está vacinando com a segunda dose trabalhadores da saúde que receberam a primeira dose da vacina na força-tarefa realizada em fevereiro.Lote com mais de 3,8 mil doses da CoronaVac foi destinado a Porto Velho
Lote com mais de 3,8 mil doses da CoronaVac foi destinado a Porto Velho

Também foram garantidas para a primeira dose de agentes funerários, fisioterapeutas e fonoaudiólogos que trabalham com a recuperação de pacientes pós-Covid, além de farmacêuticos, biomédicos e bioquímicos de instituições públicas e privadas que realizam exame (RT-PCR) por meio do Swab. Para esta força-tarefa, que se encerra amanhã (5), o objetivo da Semusa é imunizar 5.100 pessoas dos grupos prioritários.

Na próxima segunda-feira (8), a Comissão de Imunização da Semusa, formada por profissionais de diferentes categorias e setores, se reúne para fazer o balanço das ações executadas até este momento e ainda definir as próximas etapas de vacinação, de acordo com as doses em estoque.

SEGUNDA DOSE GARANTIDA

A Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) esclarece que a vacina para aplicação da segunda dose está garantida em estoque para quem já recebeu a primeira dose. Esta foi a recomendação do Ministério da Saúde quando enviou os primeiros lotes aos municípios.

Diante isso, a secretária da Semusa, Eliana Pasini, alerta aos imunizados que fiquem atentos à data da segunda dose que consta no cartão de vacinação. “Os trabalhadores da saúde que já tomaram a primeira dose da vacina devem observar seu cartão e a data marcada e compareçam para a segunda dose. As equipes de Imunização estão no local determinado, mas é compromisso de cada um cuidar da sua saúde”, finalizou a secretária.

Texto: Luciane Gonçalves
Fotos: Carlos Sabino e Wesley Pontes

Comentários

comentários

Continue Reading

#Porto Velho

Porto Velho: Pacientes de cidades vizinhas contribuem para sobrecarregar sistema de saúde

Published

on

Com taxa de ocupação de 100% dos leitos hospitalares, Porto Velho está com o sistema de saúde em situação crítica, provocada pela pandemia do novo coronavírus. Segundo o prefeito Hildon Chaves, a solução é a vacinação em massa da população, mas o atraso no cronograma nacional de imunização é um fator negativo, embora o país tenha competência reconhecida internacionalmente em campanhas deste tipo.

“O ritmo muito lento da vacinação tira a esperança de solução rápida. Brasil está atrás de mais de 40 nações no cronograma de imunização”, lamentou.
Diversos fatores têm contribuído para que o quadro se agrave ainda mais, segundo o prefeito Hildon Chaves. Um deles, é o fato de devido a curta distância, municípios vizinhos, inclusive de outros estados, procurarem atendimento nas redes municipal e estadual de saúde em Porto Velho. “Atendemos pacientes de Humaitá e Canutama, por exemplo. Mas já recebemos doentes que vieram do Acre e até Manaus buscar ajuda”, disse ele em entrevista ao canal de TV Bandnews.

PROTOCOLOS

Prefeito destacou a resistência de parte da população em cumprir os protocolos
Outra questão que amplia o potencial da pandemia é a resistência de parte da população em cumprir os protocolos de distanciamento. “Parte destas pessoas, provavelmente, está cansada do isolamento, mas uma parte está reticente ao cumprimento das orientações”, acrescentou o prefeito.

Prefeito destacou a resistência de parte da população em cumprir os protocolos

Hildon Chaves explica que pacientes internados apresentam evolução para quadro grave com mais rapidez. Até o ano passado, disse ele, estas ocorrências se davam entre sete a oito dias, agora entre dois a três dias.

Para fazer frente ao quadro tão dramático na área de saúde, o prefeito espera resultados positivos decorrentes das ações restritivas decretadas pelo governo estadual, que vão afetar o trânsito de pessoas e alguns setores da economia. “É medida que impacta, mas é necessária para diminuir o ritmo da contaminação”, admitiu.

Porto Velho registrou até agora mais 56 mil casos de pacientes com Covid-19, destes, 48 mil foram curados. Também foram registrados 1.375 óbitos. Neste momento, há 9 mil casos ativos da doença.

Os atendimentos na rede municipal são pré-hospitalares, que vão de casos leves a moderados. No entanto, as Unidades de Pronto Atendimento (UPA) estão atendendo muitos casos graves que aguardam vagas em leitos de UTI. O número de leitos para pacientes com a Covid-19 evoluiu de 50 para 80 desde o início da pandemia.

COMPRA DE VACINA

O Município já firmou compromisso de adesão ao consórcio para a compra de vacinas


O município já firmou compromisso de adesão ao consórcio municipal para a compra de vacinas. A iniciativa, liderada pela Frente Municipal dos Prefeitos, pretende obter preços justos no mercado e aquisição mais rápida. Segundo Hildon Chaves, devem ser investidos cerca de R$ 10 milhões, recursos da União e contrapartida do município.

Texto: Nonato Cruz
Fotos: George Fonseca/ Leandro Morais/ Wesley Pontes

Superintendência Municipal de Comunicação (SMC)

Comentários

comentários

Continue Reading

#Saúde

Covid-19: Rondônia com 154.111 casos e 2.991 mortes; Porto Velho registrou 22 mortes nas últimas 24h

Published

on


Hoje (4) foram registrados 47 óbitos por Covid-19 em Rondônia, 22 deles foram em Porto Velho

os 154.111 casos de Covid-19 confirmados em Rondônia, 56.840 são em Porto Velho

O Governo de Rondônia, por meio da Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa) e a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), divulga os dados referentes ao coronavírus (Covid-19) no Estado.

PUBLICIDADE

Nesta quinta-feira (4) foram consolidados os seguintes resultados para Covid-19 em Rondônia:

Casos confirmados – 154.111
Casos ativos – 15.527 (10,08%)
Pacientes recuperados – 135.593 (87,98%)
Óbitos – 2.991 (1,94%)
Pacientes internados na Rede Estadual de Saúde – 399
Pacientes internados na Rede Privada – 158
Pacientes internados na Rede Municipal de Saúde – 167
Pacientes internados na Rede Filantrópica – 10
Total de pacientes internados – 734
Testes Realizados – 422.651

Aguardando resultados do Lacen – 778

* População vacinada:
1ª Dose – 47.994
2ª Dose – 10.374

Profissionais de Saúde vacinados:
1ª Dose – 26.828
2ª Dose – 9.755

Indígenas vacinados:
1ª Dose – 4.918
2ª Dose – 389

Idosos vacinados:
1ª Dose – 16.108
2ª Dose – 225
* (Dados obtidos às 15h09)

Hoje (4) foram registrados 47 óbitos por Covid-19 em Rondônia, 22 deles foram em Porto Velho, sendo 10 mulheres (78, 35, 72, 84, 87, 64, 75, 40, 92 e 81 anos) e 12 homens (54, 67, 66, 57, 40, 61, 48, 71, 62, 73, 67 e 13 anos); três de Monte Negro, sendo um homem de 81 anos e duas mulheres (52 e 63 anos); três de Rolim de Moura, sendo uma mulher de 93 anos e dois homens (49 e 95 anos); três homens de Nova Mamoré (47, 64 e 85 anos); três em Nova União, sendo um homem de 71 anos e duas mulheres (66 e 69 anos); dois homens do município de Ariquemes (51 e 70); dois em Cujubim, sendo um homem de 51 anos e uma mulher de 75 anos de idade; dois homens de Guajará-Mirim (72 e 74 anos); dois em Ji-Paraná, sendo uma mulher de 69 anos e um homem de 89 anos de idade; dois em Vilhena, sendo um homem de 71 anos e uma mulher de 78 anos de idade. Foram registrados ainda, os óbitos de um homem de 70 anos de Alta Floresta D’Oeste; um homem de 55 anos do município de Cacoal; e um homem de 69 anos de Parecis.
A Agevisa reforça ainda que os dados são analisados diariamente pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs), que acompanha também a investigação epidemiológica feita pelas equipes de Saúde nos municípios, para checagem de dados.

Comentários

comentários

Continue Reading

CADASTRE-SE

Newsletter

* indicates required

Trending